Atlântico Press

  • Madame Bovary

    Gustave Flaubert

    • Atlântico press
    • 17 Février 2015

    Madame Bovary (1856) is considered the French writer Gustave Flaubert's masterpiece. The story focuses on a doctor's wife, Emma Bovary, who has adulterous affairs and lives beyond her means.
    When it was first serialized in "La Rue de Paris", the novel was attacked for obscenity by public prosecutors. The resulting trial made the story notorious. After Flaubert's acquittal, Madame Bovary became a bestseller.
    As a provocative tale of passion and self-delusions, Madame Bovary remains a milestone in European fiction.
    Madame Bovary has been adapted into several movies, like the 1949 version, directed by Vincente Minelli, and the most recent, directed by Sophie Barthes (2014).
    See the movie. Read the book.
    Madame Bovary integrates the collection "Classics of World Literature", developed by Atlântico Press, a publisher company present in the global editorial market, since 1992.

  • Anglais The great Gatsby

    Francis Scott Fitzgerald

    • Atlântico press
    • 1 Mai 2013

    The Great Gatsby, by the American author F. Scott Fitzgerald, is one of the great novels of twentieth-century literature. Set in the Long Island of 1922, it provides a critical social history of America during the "Roaring Twenties", an era that Fitzgerald himself dubbed the "Jazz Age", known for unprecedented economic prosperity, the evolution of jazz music, flapper culture, and bootlegging and other criminal activity. A historic period when "gin was the national drink and sex the national obsession", as classified by The New York Times.
    Fitzgerald utilizes these societal developments to build Gatsby's stories from simple details, like automobiles, to broader themes like Fitzgerald's allusions to the organized crime culture which was the source of Gatsby's fortune. Many of these events from Fitzgerald's early life appear in The Great Gatsby.
    Like Fitzgerald, Nick Carraway is a thoughtful young man from Minnesota, who moves to New York after the war. Also similar to Fitzgerald is Jay Gatsby, a sensitive young man who idolizes wealth and luxury and who falls in love with a beautiful woman while stationed at a military camp in the South.
    The Great Gatsby it's integrated in the collection "Classics of World Literature", developed by Atlântico Press, a publisher company present in the global editorial market since 1992.

  • The Adventures of Tom Sawyer

    Mark Twain

    • Atlântico press
    • 1 Mars 2013

    The Adventures of Tom Sawyer, by Mark Twain, is a popular novel about a young boy growing up in a village on the banks of the Mississippi River. Tom Sawyer, a mischievous orphan taken in by his aunt Polly, goes through a series of adventures involving his friends, Joe Harper and Huckleberry Finn.
    Tom is an escape master and a small crook in a long list of adventures, as a symbol of celebration of childhood.
    In the modern days, adults and young readers alike continue to enjoy this delightful classic of the promise and dreams of youth from one of America's most beloved authors.
    Twain writes this clever, funny and humorous tale, as a classic of world literature.

  • The Adventures of Huckleberry Finn

    Mark Twain

    • Atlântico press
    • 1 Mars 2013

    The Adventures of Huckleberry Finn, by Mark Twain, is a colorful novel about a young boy, Huck, in search of freedom and adventure. The shores of the Mississippi River provide the backdrop for the entire book.
    He is kidnapped by Pap, his drunken father, but escapes and finds a canoe to shove off down the river. He comes across Jim, a slave, and together, they spend nights and days journeying down the river. Through all of the adventures, Huck learns a variety of life lessons and improves as a person. He develops a conscience and truly feels for humanity.
    The Adventures of Huckleberry Finn creates an indelible image of antebellum America with its sleepy river towns.
    Is commonly named one of the essential Classics of World Literature.

  • Utopia

    Thomas More

    • Atlântico press
    • 1 Décembre 2013

    Influenciado por escritores antigos como Platão, Thomas More não deixa de reflectir as preocupações assentes num profundo humanismo, numa fé optimista em relação à natureza humana. Ao publicar a "Utopia", em 1516, abriu as portas do sonho à cultura, na primeira tentativa da história do socialismo de uma edificação teórica da sociedade ideal, com práticas de tolerância religiosa, onde todos trabalham, onde a riqueza é equitativamente distribuída, com a ausência de violência e vícios.

  • Memórias Póstumas de Brás Cubas

    Machado de Assis

    • Atlântico press
    • 1 Mars 2013

    Memórias Póstumas de Brás Cubas, é uma das obras-primas do Realismo Brasileiro. Publicadas inicialmente em 1880, na "Revista Brasileira", do Rio de Janeiro, retracta a história de Brás Cubas, narrada a título póstumo.
    Começa por recordar a sua morte, retornando depois para o seu nascimento. "Algum tempo hesitei se devia abrir estas memórias pelo princípio ou pelo fim, isto é, se poria em primeiro lugar o meu nascimento ou a minha morte. Suposto o uso vulgar seja começar pelo nascimento, duas considerações me levaram a adotar diferente método: a primeira é que eu não sou propriamente um autor defunto, mas um defunto autor, para quem a campa foi o outro berço; a segunda é que o escrito ficaria assim, mais galante e mais novo.", explicou o autor, Machado de Assis.
    Neste grandioso romance, Brás Cubas é o narrador-personagem que relata a sua infância: "Cresci naturalmente, como crescem as magnólias e os gatos". E acrescenta com ironia: "Talvez os gatos são menos matreiros e, com certeza, as magnólias são menos inquietas do que eu era na minha infância".
    O "menino-diabo" transforma-se num adulto egocêntrico, mentiroso e cínico que se envolve, na juventude, com Marcela, uma cortesã espanhola que o ama "durante quinze meses e onze contos de réis". Ao que se segue o amor adúltero de Virgília e o cargo de deputado...
    Inventar um emplastro contra a hipocondria - um remédio que curaria os males da humanidade - constitui o último projecto de Brás Cubas.

  • Cancioneiro

    Fernando Pessoa

    • Atlântico press
    • 1 Mai 2014

    As poesias de Fernando Pessoa, reunidas sob o título de "Cancioneiro", resultam numa colectânea de 95 poemas líricos, rimados e metrificados, que pretende ser uma homenagem à tradição lírica lusitana de preservar os sus mais antigos textos literários, relacionando-os com as cantigas medievais. O ritmo e a métrica dos versos deixam que esses poemas harmoniosos se transformem também em "verdadeiras letras de música".
    É do "Cancioneiro" um dos poemas mais célebres de Pessoa, "Autopsicografia": "O poeta é um fingidor. Finge tão completamente, que chega a fingir que é dor, a dor eu deveras sente..."
    O leitor mais arguto perceberá que o poeta parte de um dor sua, real. Só quem sente uma dor pode fingir outra que não sente. Ou seja, só quem tem personalidade pode ser actor. Como Fernando Pessoa.
    Cancioneiro, de Fernando Pessoa, faz parte integrante da colecção Biblioteca Essencial da Literatura Portuguesa, da editora Atlântico Press, uma publishing company, no mercado editorial desde 1992.

  • Cartas a um jovem poeta

    Rainer Maria Rilke

    • Atlântico press
    • 1 Mai 2014

    Atraídos pela sua poesia, era frequente alguns jovens escreverem a Rilke, falando-lhes dos seus problemas e aspirações.
    De 1903 a 1908 Rilke enviou um notável conjunto de cartas a um jovem candidato a poeta , sobre a poesia, o amor e a sensibilidade , revelando também, desta forma, a sua relação com a vida e a dificuldade que um espírito sensível tem em sobreviver num mundo duro e implacável.

  • Letters to a young woman

    Rainer Maria Rilke

    • Atlântico press
    • 1 Mai 2014

    The Bohemian-Austrian poet Rainer Maria Rilke (1875-1926) was an avid letter writer, and more than 7.000 of his letters have survived. One of his best known collection is Rilke's Letter to a young woman, published in 1930.
    This collection gathers several letters that Rilke wrote to Lisa Heise between 1919 and 1924. Rilke was in his 40s at the time of the first letter; Heise was 26 . Her husband of three years had left her and her 2-year-old son. Though Rilke and Heise never met, Rilke emerges in these letters as the compassionate listener and patient teacher.
    In his final letter to Heise, her situation much improved, Rilke writes: "And what does living mean but this courage to fully grow into a cast, which one day will be broken off from our new shoulders." The result, he says, will be a joyful freedom. The poet would die two years later.
    Letters to a young woman integrates the collection "Classics of World Literature", developed by Atlântico Press, a publisher company present in the global editorial market, since 1992.

  • O Livro dos Cinco Anéis

    Miyamoto Musashi

    • Atlântico press
    • 1 Février 2014

    Poucas obras literárias falam simultaneamente para o homem de negócios, o filósofo, o intelectual e o praticante de artes marciais. O Livro dos Cinco Anéis é, segundo as palavras do seu próprio autor, "um guia para os homens que querem aprender estratégia", uma obra útil para qualquer situação que envolva planos e tácticas. O Livro dos Cinco Anéis - Uma obra imprescindível para todos, especialmente para os executivos do século XXI.

  • De Port Said a Suez

    Eça de Queiroz

    • Atlântico press
    • 1 Décembre 2012

    Crónicas publicadas em forma de carta, descrevendo as festas de inauguração do Canal de Suez. Primeiro, no jornal "Diário de Notícias" e de seguida no "Folhetim", as crónicas de Eça de Queiroz - "um dos únicos quatro ou cinco portugueses que a elas assistiram" - na companhia do seu amigo, e futuro cunhado, conde de Rezende - são um documento relevante da capacidade de observação do (então) jovem Eça, através do Egipto, Palestina e Alta Síria.

  • A Relíquia

    Eça de Queiroz

    • Atlântico press
    • 1 Décembre 2012

    Eça conta de forma magistral as desventuras de Teodorico, um rapaz que fica órfão e vai viver com a sua tia rica, mas com hábitos rígidos quanto á prática religiosa. Acabado de se licenciar em Direito, tem uma ideia genial: fazer uma viagem à Terra Santa e trazer a absolvição dos pecados da tia antes da sua morte. Parte e vive como um fidalgo em Jerusalém. No regresso traz-lhe uma relíquia, mas a tia descobre que se tratava apenas de uma camisa de noite de uma prostituta...

  • As Pupilas do Senhor Reitor

    Julio Dinis

    • Atlântico press
    • 1 Décembre 2012

    Este romance desenha um retrato de uma aldeia portuguesa com personagens inesquecíveis: o Reitor da aldeia, José das Dornas e os seus filhos e, principalmente, João Semana, que se tornou símbolo do médico da província. Daniel, o filho mais novo de um lavrador bem-sucedido, parte da aldeia levando no coração a imagem da namorada de infância, a qual não tarda em apagar-se na capital. Quando regressa, é Clara, a irmã de Margarida, que atrai a sua atenção. Só que Clara é também a noiva do seu irmão Pedro...

  • A Dama do Pé de Cabra

    Alexandre Herculano

    • Atlântico press
    • 1 Décembre 2012

    A "Lenda da Dama do Pé-de-Cabra" é uma conhecida lenda de Portugal compilada por Alexandre Herculano no livro Lendas e Narrativas. Um nobre da região da Biscaia foi surpreendido por uma esbelta mulher quando caçava. Ofereceu-lhe o coração, as terras e os vassalos se com ele se casasse. A dama impôs-lhe como única condição: a de ele nunca mais se benzer...

  • Os Brilhantes do Brasileiro

    Camilo Castelo Branco

    • Atlântico press
    • 1 Avril 2013

    Romance de Camilo Castelo Branco, publicado em 1869, "Os Brilhantes do Brasileiro" gira em torno de uma jovem fidalga (Ângela de Noronha Barbosa) que se apaixona por um plebeu pobre (Francisco José da Costa).
    Obrigada a casar com um "brasileiro" (português regressado do Brasil), o drama acontece quando vende, em segredo, os brilhantes oferecidos pelo noivo como prenda de noivado, para pagar o curso de Medicina do homem que verdadeiramente ama.
    O relato de amores contrariados serve de pano de fundo para criticar os hábitos dos novos-ricos da época. Em sintonia com o seu tempo, Camilo reflecte nesta obra a rigidez dos padrões sociais da época.

  • A Arte da Guerra

    Sun Tzu

    • Atlântico press
    • 1 Février 2014

    Uma das obras mais penetrantes do pensamento ancestral chinês, A Arte da Guerra que data provavelmente do Período dos Reinos Combatentes. no século IV a.C. constitui não só um tratado de estratégia militar, mas igualmente uma lição de sabedoria, uma arte de viver e uma filosofia da existência.
    A sua actualidade mantém-se viva e os ensinamentos de Sun Tzu continuam a influenciar as estratégias de sucesso em todos os sectores do mundo contemporâneo.
    "A Arte da Guerra" - um dos clássicos mais actuais de todos os tempos.
    A presente tradução é o resultado da comparação das versões mais recentes apresentadas nas línguas inglesa e francesa, em confronto com o próprio texto chinês.
    O seu autor, Luís Serrão, é licenciado em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa, e tem exercido actividades no domínio do ensino, da edição e da tradução.

  • Auto da Barca do Inferno

    Gil Vicente

    • Atlântico press
    • 1 Décembre 2012

    É a primeira parte de uma alegoria dramática chamada "trilogia das Barcas" (sendo que a segunda e a terceira são, respectivamente, o "Auto da Barca do Purgatório" e o "Auto da Barca da Glória"). Trata-se de um auto do julgamento das almas de diversas personagens e cada uma delas discute com o Diabo e com o Anjo para qual das barcas entrará - do Inferno ou da Glória...

  • O Primo Basílio

    Eça de Queiroz

    • Atlântico press
    • 1 Décembre 2012

    Um romance marcante no percurso literário de Eça. Luísa casara-se com o engenheiro Jorge, apesar de não o amar. Um dia, recebe a visita de seu primo Basílio, antigo namorado, recém-chegado do Brasil e tornam-se amantes em pouco tempo. Seguem-se intrigas, ameaças de denúncias, trocas de cartas - e os sentimentos de infidelidade e os remorsos do adultério.

  • Folhas Caídas

    Almeida Garret

    • Atlântico press
    • 1 Décembre 2012

    Colectânea de poesia de um autor, que se considerava poeta «em tudo». Os poemas foram inspirados por um deus a quem o autor os consagrou - um Ignoto Deo, envolvido num manto de mistério. Nesta obra fica registado o estado de alma do poeta nas variadas, incertas e vacilantes oscilações do espírito, de poema para poema.

  • Auto de Mofina Mendes

    Gil Vicente

    • Atlântico press
    • 1 Avril 2013

    O Auto de Mofina Mendes, de Gil Vicente, foi apresentado pela primeira vez em 1534, em Lisboa, ao rei D. João III e endereçada às matinas do Natal.
    A peça inicia-se com o sermão do Frade, no qual é apresentado o tema do auto e as personagens. Seguida da Anunciação da Virgem cercada pelas damas de honra (Pobreza, Humildade, Fé e Prudência), recebe a visita do Anjo Gabriel que anuncia a sua gravidez.
    Entre a Anunciação e o nascimento de Jesus, surge a história pastoril de Mofina Mendes. Mofina, cujo nome significa "infelicidade", perde os animais que devia ter guardado. Mesmo assim, o pastor paga-lhe com um pote de azeite que Mofina Mendes acaba por deixar cair e partir. O pote quebrado funciona como um símbolo...
    Gil Vicente nasceu em 1456 e é considerado o primeiro grande dramaturgo português, além de poeta de renome. A sua obra é tida como reflexo da passagem da Idade Média para o Renascimento.

  • O Defunto

    Eça de Queiroz

    • Atlântico press
    • 1 Décembre 2012

    Considerada uma obra-prima da novelística mundial, conta a história assombrada de Dom Rui de Cardenas, que rezava todos os dias na igreja e, um dia, se apaixonou por Dona Leonor, mulher devota de rara elegância. Casada com um milionário, obrigou-a a escrever uma carta ao amante, marcando um encontro. A cilada estava montada, mas Dom Rui consegue, por artes e manhas, alterar o curso da história.

  • Sonetos

    Bocage

    • Atlântico press
    • 1 Décembre 2012

    Nos sonetos de Bocage, ressoam atmosferas sombrias, antecipando a imaginação ultra romântica, almejando a aventura, o sonho, o desejo. Muitos dos seus poemas apresenta poesia declamatória para impressionar os ouvintes. Mas é com eles que Bocage sai dos salões e leva a poesia para as ruas, ajudando a criar um público moderno, urbano, não aristocrático. Os seus sonetos têm ritmos candentes e imaginação prodigiosa.

  • The Copperhead

    Harold Frederic

    • Atlântico press
    • 1 Juin 2013

    The Copperhead, by Harold Frederic, is a fabulous novel narrated through the eyes of Abner Beech's, very funny, 13 year-old adopted son. During the Civil War, Abner, hates abolitionist and wants the Civil War stopped: he's a Copperhead (Northerners who thought the war could not be won and therefore thought a negotiated peace should be made with them). His neighbors don't follow his ideas and even burn his house down.
    Harold Frederic was born in Utica, New York. His father was killed in a train accident when Frederic was 18 months old. He finished school at fifteen, and soon began work as a photographer. In 1875, he began work as a proofreader for daily newspapers, before going to live in England as London's journalist (correspondent) to the "New York Times". A job he retained for the rest of his life.
    The Copperhead it's integrated in the collection "Classics of World Literature", developed by Atlântico Press, a publisher company present in the global editorial market, since 1992.

  • Eurico, o Presbítero

    Alexandre Herculano

    • Atlântico press
    • 1 Décembre 2012

    Eurico, nobre gardingo, mas sem fortuna, impedido de casar com Hermengarda, filha do orgulhoso Fábila, troca a armadura de guerreiro pela batina de sacerdote numa aldeia próxima de Gibraltar. Prevê o avanço de nuvens negras sobre a Espanha cristã, quando se dá a invasão árabe. Nas hostes cristãs em debandada, sobressai o heroísmo do «cavaleiro negro», que ninguém sabe quem é. Hermengarda é aprisionada e prestes a ser desonrada pelo comandante dos exércitos árabes, mas acaba salva pelo «cavaleiro negro».

empty